terça-feira, 7 de julho de 2009

Desânimo profissional

Caminhando a passos largos para as três décadas desta vida, revejo-me numa
busca... numa busca pela tranquilidade, pela segurança e pela estabilidade.
.
Sinto-me francamente matura, conhecedora da minha capacidade telepática e sensorial e aceito-me assim. Encontrei-me como pessoa, mas perdi-me como humana.
.
É francamente difícil viver num mundo, onde todos os dias se vão perdendo as boas vontades interiores em prol, do embelezamento exterior.
Canso-me desta precaridade mundana, irrita-me o tom exagerado dado a certas situações...
Anseio conseguir entrar plenamente no barco desta obrigação materialista, para o nosso bem financeiro.
Quando, finalmente, me revejo em peças deste puzzle, sou bombardeada com rasteiras... mas volto a levantar-me com uma capacidade interior ainda maior do que antes, o que me surpreende e me desanima ao mesmo tempo, pois vi que me dei sem ver, a um "quem" que nunca deve ter sentido a dor de ter que contar moedas para encher a barriga dos filhos...




... e malditos torcicolos que não me largam e que me obrigam a andar "encolarada"

4 comentários:

Rita :-) disse...

Miminhos daqui para aí, e ânimo mulher! Sorri!
(com um sorriso é mais fácil)

Beijos,
Rita e Di :-)

ladyprincesa2 disse...

então rapariga...tem calma...

vou deixar aqui um beijinho de força...
jocas lili e diana

kombi disse...

tenho dias que penso como tu mas noutros ando a "leste" de tudo e nesses dias sinto me melhor.

vais ver que isso é só mais uma fase.

Silvia disse...

Minha querida espero que já andes mais animada.
Bjokas grandes.