sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Opiniões


Quando em Portugal as respostas são evasivas, sempre dá para para pedir opiniões estrangeiras.
Já tinha tido uma boa experiência com o pessoal médico brasileiro e optei por contactar um neurologista.
Os médicos brasileiros são mais pessoais, sem narizes empinados nem manias do estatuto da nomenclatura, aprendem a ser médicos reais, repeitando e sabendo ouvir todo e qualquer paciente, é uma forma de exercer medicina que a mim me fascina.
A meu ver são mais práticos e directos, conseguem mesmo a milhares de km de distância tranquilizar e aconselhar.

"Prezada Diana,
Com o passado de provável teníase na infância, passo a considerar como bem real a hipótese de que tenhas cisticercose, na forma racemosa, comprometendo a área de linguagem.
Seriam as tais lesões císticas detectadas pelos métodos de imagem.
E recordo que elas estão situadas bem próximas a ela e desta maneira seriam responsáveis por provocarem atividade elétrica aberrante e em consequência sua disfunção temporária na fala. Assim, gostaria de lhe recomendar, e fortemente, uma análise do líquido céfalo-raquidiano para que se confirme/descarte esta possibilidade que agora passa a ser a número UM.
Caso confirme-se este diagnóstico, rogo manter a calma, pois ela tem bom tratamento/prognóstico.
Fico contente por teres me enviado a informação mais importante para um raciocínio médico, detalhes da sua história.
Um abraço e boa sorte.
P.S.: 1.Na eventualidade de novas mensagens, solicito acessar a sessão fórum da página pessoal; assim, seria facilitada minha comunicação contigo.
PS:2. Tenho que admitir, sem qualquer orgulho pátrio ou menosprezo ao seu país, que seu caso seria mais facilmente diagnosticado e resolvido caso morasses no Brasil. Soa irônico isso, mas é a mais pura verdade.
Meus colegas portugueses deveriam raciocinar ao estilo SS (=Sofisticadamente Simples)...seriam bem mais eficientes na arte da curandeiragem.
Ressalto, para mim, "curandeiro" é um título nobre que somente aplico aqueles realmente Médicos."


Confesso que adorei o termo "SS", muito bem enquadrado.

5 comentários:

sandracosta disse...

Realmente tens razão.
Os médicos barsileiros têm outra forma de estar/ser.
Falo por experiência própria.
A deramtologista do Tomás é brasileira apesar de recidir há muitos anos em Portugal.
Sexta feira fui surpreendida com um telefonema da essistente a perguntar como estava o meu filhote e ia fazer o mesmo à minha mãe.
Este carinho, esta preocupação não existe na maioria dos médicos. Deixou-me emocionada, sem dúvida.
É bem dito que "quem meus filhos lambe, minha boca adoça"!!!
Algum dia, um médico português se ia dar a esse trabalho????
Fica bem
Beijos
Sandra

Anónimo disse...

Sou meio suspeita para comentar isto, pois extranhei imensamente o tratamento dos médicos por aqui. Ainda bem que recebestes uma resposta e que ficastes contente com ela. Espero que agora tudo se resolva da melhor maneira possível.
Se precisar, já sabes, podes contar comigo sempre!
Beijinhos,
Ro.

Vanessa disse...

Ai depois disto tudo não há PALAVRAS!

S disse...

Gosto tanto de te ler! Já tinha saudades.
Tb acho que os medicos brasileiros têm uma mentalidade muito diferente da dos nossos. Beijos grandes e as melhoras da cabeça partida.

Mãe dos Baguinhos disse...

Eu conheço excelentes médicos mas também já tive o desprazer de conhecer autenticas cavalgaduras!

Espero que esse médico brasileiro tenha contribuido para te esclarecer e encontrares o caminho que tens de percorrer para ficares 5 estrelas :)

Beijo grande